Esporte · 26 de abril de 2022

Tucanada no PP

Ciro Nogueira conseguiu mais um feito nas suas estratégias eleitorais, unir todos os tucanos da capital para trabalharem na campanha Kleber Montezuma pelo Progressistas.

Kleber é um candidato com baixa viabilidade eleitoral nessa disputa proporcional, ele já tinha sido candidato a deputado estadual e sua votação não dava para eleger nem mesmo a vereador de Teresina.

Na chapa dos Progressistas para a Câmara Federal, o partido dificilmente vai eleger 3 candidatos e lá já tem nomes fortes (Júlio Arcoverde, Margarete Coelho, Elmano, Atila filho) disputando 2 ou 3 vagas na câmara federal.

Fazendo dobradinha política com a Bárbara Soares, pré-candidata a deputada estadual pelos Progressistas, o candidato derrotado em Teresina deverá ser mais um nome para complementar os votos na legenda do partido.

Essa foi mais uma estratégia muito bem desenhada por Ciro Nogueira, que abriu mão dos votos na legenda do Sílvio, que foi para o UNIÃO BRASIL, mas recebeu toda a tucanada desamparada da capital.

Já cansamos de avisar que Ciro joga com todas as cartas, não seria diferente com relação ao UNIÃO BRASIL E PSDB, ele conseguiu retirar Washington Bonfim da disputa para juntar o máximo de apoiadores no entorno da sua chapa proporcional à Câmara Federal.

Ciro, assim, dá mais um passo no controle da maior parte da oposição piauiense, e de quebra, será o comandante do jogo nas eleições futuras da capital.

Não se surpreendam se Ciro rifar a tucanada e colocar um candidato a prefeito da sua confiança, ele já amarrou quase todos os nomes no seu partido e ainda poderá eleger todos os deputados federais da oposição sob seu rígido e estratégico controle.