Será que o MP não fará nada sobre os fantasmas do TCE?

Sim, eu sei! O Ministério Público é uma lenda do imaginário popular que se aproxima de figuras como Saci Pererê, Curupira ou Mula Sem Cabeça, mas não adianta tentar – MAIS UMA VEZ – apelar para essa entidade mitológica.

Na última semana, O Piauiense foi ao Tribunal de Contas do Estado procurando 4 pessoas: Benigno Novo (irmão do Fábio Novo), Ivana Sales (esposa de João de Deus), Jairo Ribeiro (filho de Wellington Dias) e Ana Gabriela (esposa de Oliveira Neto). Em primeiro lugar, eles nem deveria ter ganhado esses cargos, afinal, são parentes de políticos que apoiaram Flora Izabel, em um óbvio pagamento de retribuição a sua eleição.

Nada mais imoral que isso!

Quer dizer, há sim algo mais imoral que isso: além deles terem ganhado esses cargos infames, eles também NÃO ESTÃO INDO TRABALHAR.

O setor de Recursos Humanos disse desconhecer a existência desses comissionados (que já farão, segundo o Diário Oficial do TCE, 2 meses trabalhando no local), o setor de comunicação da conselheira Flora também disse não conhecer os comissionados.

Esse seria um caso para, imediatamente, o Ministério Público atuar e autuar a conselheira, mostrando que a lei não pode ser desrespeitada no Piauí.

Mas talvez seja mais fácil acreditar no Saci Pererê do que achar que o Ministério Público fará alguma coisa.