Sabe por que Marden não presta contas? Porque ele teria que explicar tantos parentes na folha de pagamento da Assembleia Legislativa

Sabe por que Marden Menezes foge da prestação pública de suas contas como o diabo foge da cruz? Uma postagem de abril tem a resposta.

Na folha de pagamento da Assembleia Legislativa há vários parentes de Marden Menezes. Como ele vai explicar que é oposição ao Governo se, pelo menos até março, há graves indícios de nepotismo sendo cometido em seu gabinete?

Há mais indícios de irregularidades: as verbas indenizatórias de Marden indicam que ele gasta, mensalmente, R$ 15 mil com uma empresa de consultoria legislativa.

Ora, para que gastar tanto dinheiro com uma consultoria legislativa se, em tese, essa é a função de seu gabinete?

O argumento do deputado é que ele já presta contas para o TCE. Mas o TCE não presta contas com a sociedade. Na verdade, o TCE ajuda os deputados a esconder esses dados.

Marden é um exemplo de obscuridade nas contas públicas. Mas ele não é o único.

Já desafiamos os deputados Franze, Teresa Britto, Georgiano, Lucy, João Madison, Ziza Carvalho, Gessivaldo e outros.

Todos, sem exceção, se recusam a prestarem contas. É o seu dinheiro sendo usado de forma irregular e os deputados se recusando a falarem o destino da VERBA PÚBLICA.

Esse dinheiro não é seu, Marden! Preste contas ABERTAMENTE!