Robert Rios pagou quase R$ 1 milhão para portais de notícias em setembro

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria de Finanças controlada por Robert Rios, pagou R$ 775.118,15 para portais de notícias, rádios, TVs, agência de marketing digital e para colocação de LEDs no Rio Poty Shopping. Esse valor é referente a uma campanha contra queimadas.
 
Você nunca ouviu falar de portais insignificantes como PIN Piauí, EdCicero, Jogo do Poder, CIC, Lupa1, Matutando, mas cada um deles foi agraciado com dinheiro público mesmo sem nenhum acesso e alguns com menos de mil seguidores nas redes sociais.
 
A maioria desses portais de notícias são de pessoas aliadas a gestão: o Lupa1 pertence ao filho do jornalista Tony Trindade, o Pin Piauí é de Marciano Arrais, homem que fez uma ameaça de morte contra o dono do O Piauiense, o portal Jogo do Poder pertence a Alex Nastácio, publicitário que fez a campanha de Dr Pessoa nas eleições de 2020.
 
Só o programa Boa Tarde, Boa Tarde, da TV Band Piauí e controlado por Tony Trindade recebeu R$ 62.500,00.
 
Utilizando o site de métricas na internet SEMRUSH analisamos a quantidade de acessos que esses portais de notícias possuem. O site Pin Piauí teve um tráfego de apenas 5 pessoas no mês – seu número máximo de acessos foi em outubro com apenas 28 leitores. O Pin Piauí recebeu, em agosto e em setembro, R$ 50 mil mesmo com acessos nulos.
 
O site Jogo do Poder, de Alex Nastácio, teve apenas 47 acessos em novembro e 27 em outubro. O site Lupa1 teve 397 acessos em novembro. Para efeito de comparação, portais grandes como o 180graus teve 375 mil acessos e o GP1 teve 192 mil acessos apenas em novembro segundo o SEMRUSH.
 
Em agosto, a Prefeitura pagou esses mesmos portais um total de R$ 1 milhão e 500 mil para que fizessem a campanha do aniversário de Teresina.
 
A responsável pela intermediação dos contratos foi a Dallas Comunicação, que fez um contrato emergencial com a prefeitura no valor de R$ 6 milhões e 500 mil – em setembro, Dallas também uma licitação na prefeitura no valor de R$ 5 milhões para fazer a publicidade municipal.