Teresina / Transparência · 5 de maio de 2021

Prefeitura de Teresina encerra COLAB e cidade fica sem importante canal de comunicação com Poder Público

 

Mostrando falta de vontade em dar transparência às reclamações da população e retrocesso no serviço de OUVIDORIA, a Prefeitura de Teresina encerrou contrato com o COLAB e não substitui a ferramenta por nenhuma outra similar para poder aproximar as demandas da população da gestão.

Temos diversas críticas sobre a forma como órgãos públicos tratam as demandas da população, infelizmente, muitas vezes as reclamações precisam de um apadrinhamento político para ser resolvida e isso é o que toda gestão obscura gosta. Fazer favores para cobrar por eles.

O Colab não era uma ferramenta perfeita, mas atendia uma parcela da população de forma satisfatória. Muitos serviços como limpeza de rua, lâmpada queimada, tapa buraco em calçamento ou asfalto eram resolvidos por lá.

Para quem conhece e usava a ferramenta, sabe o tanto que era fácil abrir uma reclamação com uso do celular sem a necessidade da burocracia que geralmente se encontra na esfera pública.

A gestão do Dr Pessoa dá mais um passo para trás. É preciso lembrar que a OUVIDORIA do município foi um dos órgãos que teve indicação do vereador Ismael Silva. Este, anda calado, e não tem se pronunciado pelo abandono que Teresina vive no quesito ZELADORIA. A cidade está cada dia mais suja, com mais buracos e mata alto nas ruas e praças e a única maneira que a atual gestão encontrou para resolver esses problemas foi desativando um serviço que ajudava a expor esses problemas.

Infelizmente, Ismael parecia mais preocupado e atuante com esses problemas do cotidiano da cidade quando era suplente do que agora como vereador. Se é de sua responsabilidade a ouvidoria da cidade – ao menos, a indicação do cargo – é também de sua responsabilidade dar satisfação para a população sobre como a Prefeitura de Teresina está respondendo às demandas da sociedade.

Assim segue Dr Pessoa na prefeitura, dando jeitinhos para esconder a sujeira ao invés de resolver os problemas.