Corrupção / Dinheiro público · 10 de julho de 2021

Pagamos R$ 300 mil por ano apenas para a Antena 10 retransmitir o irrelevante Assembleia em foco

A Assembleia Legislativa renovou o contrato de 12 meses com a Livan Radiodifusão, empresa da TV Antena 10, para a retransmissão do irrelevante Assembleia Legislativa. Por mês, o valor é de R$ 25 mil. Por ano, a sociedade piauiense paga R$ 300 mil.

Os proprietários da Livan RadioDifusão são Cláudio Tinoco Tajra e Vanda Tinoco Tajra, os mesmo que estavam – pelo menos até março – na folha de pagamento da Assembleia Legislativa como “assessores parlamentares”.

Ora, é no mínimo suspeito que dois milionários, donos de uma grande emissora do Piauí, sejam comissionados na Assembleia Legislativa, mas é ainda pior quando esses mesmos empresários também tem outros tipos de negócios com o mesmo órgão ganhando R$ 25 mil/mensais.

A TV Assembleia é transmitida em todas as cidades do Piauí – então, qual é o sentido de além de ser transmitida, ainda pagamos para os canais de TV retransmitirem a mesma programação?

Já demonstramos aqui que praticamente todos os equipamentos comprados para a TV Assembleia são superfaturados também. Lá é uma das maiores fontes de desvio financeiro da Assembleia Legislativa.