Geral · 8 de julho de 2021

O PSDB acabou no Piauí?

O atual secretário de finanças e vice prefeito de Teresina ROBERT RIOS afirmou hoje que o PSDB no Piauí ACABOU.

Robert colocou que o partido não tem mais NENHUM PREFEITO no estado e seu ÚNICO deputado estadual o deputado MARDEN MENEZES está DESESPERADO com as mãos na cabeça pois lhe faltam votos.

No mundo político, todos já dão como certa a ida de Marden para os Progressistas como alternativa de sobrevivência em busca de uma legenda que lhe garanta alguma viabilidade. Luciano Nunes, ex-deputado e candidato a governador pelo partido em 2018 é outro que parece também já está nos braços do partido de Ciro Nogueira onde deverá concorrer ao cargo de deputado federal.

Zé Filho, ex-governador e primeiro suplente de deputado estadual, já está nos braços de RAFAEL FONTELES e prestes a sair do partido.

Na capital, os 04 vereadores do partido não cansam de demonstrar que não querem o título de oposição ao prefeito Dr Pessoa, ou seja, já estão de olho em uma sobrinha nos carguinhos da PMT. O desmame não tem sido fácil e a morte de fato se aproxima, vejamos:

Venâncio, que é Filho da Flora Izabel irá votar nos deputados do PT e em RAFAEL FONTELES e WELLINGTON DIAS, além de já andar muito próximo do grupo atual de Robert Rios e Dr Pessoa.

Gustavo Carvalho outro vereador psdbista esse já pulou do partido faz tempo, lançou o filho candidato a deputado pelo MDB e já se considera da BASE MDBISTA na capital, inclusive deverá votar em JEOVÁ ALENCAR para deputado estadual, traindo a viúva Lucy Soares.

Paulo Lopes ainda tenta ensaiar uma resistência tucana, mas o coração já foi tomado pelo presidente da Câmara.

Por fim, o decano EDSON MELO não está suportando o desmame longe da prefeitura. Depois de 3 décadas no poder, segue calado, sem fazer muitas críticas. Recusou participar da CPI DO TRANSPORTE, possui cargos na prefeitura e prefere que os 4 anos passem voando.

Robert é um falastrão. Mas nessa fala ele está coberto de razão. Esperar a volta do PSDB com Silvio Mendes afastado da política desde 2010 é querer ressuscitar defunto na cova. O PSDB pode não ter morrido, mas a sua situação é de COMA PROFUNDO E RESPIRAÇÃO POR APARELHOS.