Transparência · 7 de maio de 2021

O estranho caso dos Jornalistas de grandes meios de comunicação que sofreram punições logo depois de mostrarem apoio ao PIAUIENSE

Eu já recebi várias mensagens de pessoas que sofreram perseguições logo após comentarem em nossa página. São patrões, parentes, políticos ou amigos que mandam excluir e ignorar O Piauiense, já que mexemos com os interesses de muitas pessoas.

Na grande mídia, dois casos me chamaram a atenção: o primeiro foi do apresentador Mariano Marques. Em dezembro do ano passado, revelamos o Escândalo da Cultura na qual dinheiro para a cultura era direcionado para jornalistas e aliados de Fábio Novo.

Mariano foi o único jornalista de um grande meio a demonstrar apoio público sobre o caso. Logo depois, ele saiu da Antena 10 com décadas na empresa.

Tentei falar com Mariano sobre isso, mas não obtive resposta.

Depois foi o caso de Efrem Ribeiro. Ele demonstrou apoio no caso da Farra dos CPFs Premiados. Também foi o único de um grande meio de comunicação. Logo depois, ele foi afastado da participação na TV Meio Norte.

Cheguei a perguntar para Efrem se teve alguma relação, mas ele me informou que não é possível determinar causa ou efeito das mudanças, mas assegurou que ele continua na Meio Norte, porém está mais em casa agora.

Esses são os estranhos casos de pessoas que, ao demonstrarem apoio ao Piauiense, foram – talvez coincidentemente – penalizadas profissionalmente.

No Piauí, as ligações políticas estão emaranhadas na sociedade. Todos conhecem alguém que deve um favor político a alguém ou que foi beneficiado de alguma forma.

É por isso que a corrupção é difícil de se combater por aqui: grande parte da sociedade é beneficiada de alguma forma.

Não se intimide. Precisamos continuar lutando juntos contra a roubalheira aos cofres públicos. Agradeço a todos que já deram apoio ao meu trabalho. Graças a vocês posso continuar a cada dia.