MP abre denúncia contra Lucas Pereira e pede devolução de R$ 80 mil

A 42ª Promotoria de Justiça, após denúncia feita por O Piauiense em abril, ajuizou ação civil públicas contra o Coordenador de Comunicação da Prefeitura de Teresina, Lucas Pereira. O promotor Chico de Jesus pede a devolução de R$ 81.463,16 por acúmulo ilegal de cargos.

Quando Lucas Pereira assumiu o cargo de coordenador de comunicação, O Piauiense denunciou que ele continuou na folha de pagamento da Assembleia Legislativa como assessor parlamentar.

A Assembleia Legislativa chegou a publicar, no Diário Oficial, uma exoneração retroativa de Lucas Pereira, mas conforme publicamos, as datas não batiam corretamente e possivelmente aquela exoneração havia sido fraudada.

O caso de Lucas é emblemático: foi um dos primeiros denunciados no Escândalo dos CPFs Premiados e mostrou como mesmo ganhando um cargo público, ele ainda tentou se beneficiar se mantendo como funcionário fantasma na Assembleia Legislativa.

Situação semelhante a de Lucas era de Pessoinha, filho do prefeito: na mesma época, denunciamos que ele também assumiu uma secretaria na prefeitura e se manteve na folha de pagamento da Assembleia – Pessoinha alegou ter devolvido o dinheiro recebido irregularmente.