Ministro-chefe da casa civil de Bolsonaro tem cargos no Governo PT de Wellington Dias

O Ministro-Chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, mantém vários cargos no Governo petista de Wellington Dias. São três secretários do Progressistas que contam, é claro, com uma lista de crimes que precisam responder.

O primeiro da lista é Wilson Brandão, atual Secretário Estadual de Mineração. No ano passado, ele foi condenado por desvios de verbas públicas na construção das penitenciárias Irmão Guido e Feminina – a mesma condenação de Themístocles Filho. À época, ele substituiu Themístocles na Secretaria de Justiça e continuou os desvios financeiros nas obras.

O segundo é Hélio Isaias, Secretário Estadual de Transportes. Em 2019, ele era Secretário de Defesa Civil e teria beneficiado sua esposa, Carmelita Castro, prefeita de São Raimundo Nonato, durante a campanha eleitoral. Na época, Carmelita foi cassada do cargo por compra de voto e abuso de poder econômico.

Por fim, Sádia Castro, Secretária do Meio Ambiente. Ela é uma das responsáveis pelo sumiço de quase R$ 1 milhão na falsa reforma do Parque Zoobotânico. Sádia e Carmelita, prefeita de São Raimundo, são irmãs de Margarete Coelho, uma das principais aliadas de Ciro Nogueira.

Todos os nomes citados nessa matéria são de políticos filiados ou ligados ao Progressistas, grandes aliados de Ciro Nogueira e que continuam no Governo de Wellington Dias trabalhando, de forma entusiástica, inclusive para ajudar no PRÓ-Piauí de Rafael Fonteles.

Essa é a oposição do Piauí.