Assembleia Legislativa · 23 de abril de 2021

Funcionários à distância: Sobrinho de Margarete Coelho, filho da Secretária Sadia Castro, é assessor da ALEPI e mora no Paraná

 

A farra dos CPFs Premiados não discrimina nem mesmo quem não mora no Piauí. O sobrinho de Margarete Coelho e filho da Secretária Estadual do Meio Ambiente, Sádia Castro, o estilista Yan de Castro Galas, mora há anos no Paraná e, ao mesmo tempo, recebe como Assessor Parlamentar na Assembleia Legislativa com salário de R$ 4.800,00.

Em Curitiba, o jovem estudou e tem uma loja no ramo de joias – mesmo há tanto tempo fora do solo piauiense, ele continuou recebendo dinheiro público por anos. Será que era um funcionário à distância? Fazia home office?

Yan não é o único na folha de pagamento da ALEPI: há casos de pessoas morando em outros países e, também, recebendo há anos sem terem trabalhado. Parentescos com políticos sempre rendem algum cargo fantasma – basta lembrarmos que a própria Margarete Coelho, de forma totalmente imoral, já foi exposta aqui em O Piauiense como APOSENTADA pela Assembleia Legislativa com salário de R$ 38 mil/mensais.

Esse é apenas um das dezenas de casos de “assessores” do nosso legislativo que recebem milhares de reais e moram a milhares de quilômetros de distância da Assembleia Legislativa.