CMT · 2 de maio de 2021

Em janeiro tínhamos acesso a todas as notas fiscais de todas as empresas que prestaram serviços para os Vereadores. Em Fevereiro, só temos essas informações:

Em janeiro de 2021, quem acessava o site da Câmara de Teresina tinha à disposição todas as notas fiscais dos serviços prestados para os vereadores. A partir de fevereiro, só temos o valor que foi gasto.

Foi assim que descobrimos a farra dos alugueis de carros em Teresina: com as notas fiscais, sabemos exatamente de que forma o dinheiro da sociedade está sendo gasto.

Essa medida, ordenada pelo vereador Jeová Alencar, é ilegal e agride diretamente a Lei da Transparência e Lei de Acesso à Informação.

Jeová Alencar, deliberadamente, removeu esses dados para que o esquema – da qual ele faz parte – não fosse exposto.

Já solicitamos diretamente a vários vereadores que divulgassem, espontaneamente, todas suas notas fiscais das verbas indenizatórias – nenhum aceitou.