Teresina · 4 de maio de 2022

Dr Pessoa continua fatiando prefeitura para parentes e aliados

No início da gestão de Dr Pessoa, fomos o ÚNICO meio de comunicação a dizer que ele não tinha participado da transição e nem estava montando sua equipe administrativa, fomos também o único a apontar que a gestão era uma mistura de parentes com políticos e que os técnicos que ele tinha anunciado na campanha era um estelionato eleitoral.

Passados quase um ano e meio de gestão, NADA MUDOU. Agora o prefeito de Teresina anuncia uma nova reforma administrativa e os políticos e parentes continuam ganhando espaço na gestão.

Essa semana, o prefeito deverá nomear o vereador de Teresina Luís André na secretária de MEIO AMBIENTE, uma jogada política que tem como intuito enfraquecer a chapa de candidatos do União Brasil, partido de Silvio Mendes e fortalecer a chapa do Republicanos, partido do prefeito.

Nos bastidores também se fala da possibilidade da nomeação de Renato Berger na SEMEL, a jogada visa colocar no poder um velho conhecido e fiel escudeiro de Jeová Alencar, o ex-vereador Antônio José Lira, que diz viver da iniciativa privada, mas não sai da folha de comissionados da presidência da Câmara, mesmo sem nunca ter aparecido para dar um dia de trabalho. Denuncia que ja fizemos aqui na página.

Nomes como Samara Conceição, esposa do prefeito, ganham força para assumir a SEMEST, secretaria que foi negociada com Gessy Fonseca para receber o apoio da candidata no segundo turno das eleições.

A gestão desastrosa continua a todo vapor com suas nomeações políticas e familiares. As fatias da pizza parecem não ter fim, políticos estão adorando e a gestão da prefeitura está parecendo uma festa familiar, com políticos e parentes famintos por poder.