Corrupção / Dinheiro público · 28 de julho de 2021

Como Rafael Fonteles não trabalha mais como Secretário de Fazenda, mas continua recebendo salário, abrimos uma denúncia no Conselho do Ministério Público por propaganda antecipada e abuso de poder público

Rafael Fonteles está na folha de pagamento da Secretaria de Fazenda e deveria ser o secretário. Apesar de receber, mensalmente, seu salário, ele só trabalha inaugurando obras – o que não é a função de sua pasta.

Como todos os indícios demonstram que Rafael está, de fato, fazendo campanha antecipada ILEGAL e abuso de poder econômico ao usar a máquina pública para se promover, O Piauiense abriu uma representação no Conselho Nacional do Ministério Público.

Também informamos que não abriremos mais nenhuma representação no Ministério Público do Piauí. Diante de tanta ineficiência, lentidão e falta de retorno para DEZENAS de representações que já fizemos, vamos abrir todas as representações diretamente no CNMP, que é o conselho que fiscaliza todos os MPs do Brasil.

É um absurdo que Rafael Fonteles esteja, claramente, abusando da bilionária máquina pública, comprando prefeitos e inaugurando obras sob o silêncio constrangedor do Ministério Público do Piauí.