W. Dias precisa de dinheiro pra se reeleger e quem vai pagar é você

O Secretário de Fazenda do governo Wellington Dias, Rafael Fonteles, é considerado um gênio da matemática. Reza a lenda que ainda adolescente se formou em matemática e assustou seus professores com seu talento em fazer mágica com os números. Tal feito – além do fato de ser filho do petista Nazareno Fonteles – fizeram dele um dos secretários mais poderosos do Piauí. Entretanto, isso não o ajudou a livrar o nosso estado de uma dívida de mais de R$ 1 bilhão .

O Piauí está quebrado e isso preocupa o governador Wellington, afinal, no próximo ano são as eleições e ele, provavelmente, deseja vencer mais uma e continuar à frente do Poder Executivo.

Rafael Fonteles, o gênio da matemática que deixou R$ 1 bilhão de déficit para o Piauí

Os números do Piauí são assustadores: investimos 4 centavos diários em segurança pública por cidadão. Com 4 centavos, não se compra nem balinha, mas isso também explica porque somos vítimas da violência crescente no Estado.

Em compensação, gastamos R$ 64 mil, por dia, com publicidade. Isso mesmo. Enquanto o governo paga 4 centavos para policiais nos defenderem, os meios de comunicação recebem R$ 64 mil, todos os dias, para propagar como o governo vai bem (isso dá R$ 24 milhões por ano).

Wellington Dias está precisando de dinheiro para se eleger

Eleições custam caro. Câmeras, diretores artísticos, panfletos, folders, gráficas, estúdios – tudo isso é bastante custoso, principalmente se você for um político que só gasta dinheiro que não é seu, então não há a preocupação em quanto tudo custa. Veja o vídeo abaixo para entender melhor.

Para conseguir arrecadar mais dinheiro – com a crise financeira que o Estado está passando, Wellington Dias aumentou impostos de gasolina, cigarros e diversos outros bens de consumo.  O mesmo gênio da matemática, Rafael Fonteles defendeu o aumentou afirmando que o Estado está à beira de um colapso, mesmo que, estranhamente, o Orçamento de 2017 tenha tido um aumento em recursos para todos os poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário). É claro que a crise é apenas uma conta a mais para o cidadão e jamais para os políticos.

Como financiaremos a campanha W. Dias 2018!

É claro que o aumento de impostos não foi suficiente: Wellington Dias precisa de mais. Campanhas, como já dizemos, são caras. Além do material audiovisual, são viagens, gasolina (que aumentou), trios elétricos para comícios e diversos outros gastos para você, eleitor, saber que o Wellington Dias está fazendo o melhor pelo Piauí.

Como é bom gastar dinheiro dos outros e depois devolver um pouco e ser visto como herói

Para arrecadar ainda mais com o dinheiro alheio, o governo Wellington Dias enviou uma proposta para a Assembleia Legislativa que aumenta as possibilidades de empréstimos, o que aumentará a dívida do Piauí e a conta que o piauiense vai ter que pagar no final.

Pense no seguinte: você gastou mais do que devia, está quebrado. Ao invés de cortar aquela pizza no domingo com a família e os brinquedos das crianças, você contrai mais dívidas para gastar ainda mais. Isso daria certo? Claro que não. Mas como o governo não é o agente que irá pagar as contas – e sim o povo – não há porque Wellington Dias e seu time de geniozinhos se preocuparem. A conta nunca chegará a eles.

Agentes não financeiros

Um dos detalhes da proposta do governador é que ele poderá pedir empréstimos para agentes não financeiros (você, mero cidadão, não pode pedir empréstimos para agentes não financeiros, isso é agiotagem). Isso, na prática, significa que qualquer um pode emprestar dinheiro para eleger W. Dias: desde pessoas físicas até empresas. A prática, que é crime de usura, deixará de ser crime para o governador conseguir dinheiro para… se reeleger! Um ótimo destino de recursos públicos, não é mesmo?

E então, você quer pagar a conta da campanha de Wellington Dias?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *