Em Floriano, trabalhadores do setor de bares e restaurantes se manifestam contra lockdown

Funcionários ligados ao setor de bares e restaurantes, assim como músicos da cidade de Floriano, se manifestaram contra o fechamento total do comércio nos fins de semana, como determinou o prefeito Joel Rodrigues, na última sexta-feira. Segundo determinação da prefeitura, a cidade deve ficar em total lockdown nos dias 20 e 21 de fevereiro.

“Sou garçom e estou prejudicado. Minha principal renda ocorre nos fins de semana, é quando há mais movimento no restaurante que trabalho. Sem esse dinheiro, como vou ficar?”, afirmou um garçom da cidade.

A Prefeitura de Floriano chegou a anunciar que a decisão do lockdown foi realizada com aprovação de entidades ligadas ao comércio da cidade, porém, os empresários dessas entidades são apenas aqueles ligados ao prefeito Joel Rodrigues e não representam a maioria dos empreendedores florianenses.

Em Teresina, o ex-prefeito Firmino Filho desistiu do lockdown nos fins de semana após reconhecer que a medida era ineficiente no combate ao coronavírus, além de provocar prejuízos incalculáveis na economia local. Além disso, por conta do fechamento do comércio, aumentou o número de clientes nos supermercados, gerando aglomerações em vários comércios da cidade um dia antes do fim de semana.

Fonte da imagem: JC24Horas