Dr Pessoa tem capacidade mental de administrar Teresina?

Dr Pessoa é atrapalhado, fala errado, se confunde com números, erra dados essenciais sobre Teresina. O motivo? Para seus defensores, isso é por conta de sua simplicidade e espontaneidade. Mas a verdade é que Dr Pessoa já não tem capacidade mental para gerenciar uma cidade, muito menos uma capital do tamanho de Teresina.

Ele é formado em medicina e possui várias especializações, talvez ele foi até mesmo um homem inteligente em sua juventude para ter se tornado professor de uma universidade federal. Porém, o tempo passou, o cansaço mental chegou e Dr Pessoa se tornou um homem confuso e de ideias incertas. Sem conseguir formular uma frase com o mínimo de clareza, ele está ganhando o apelido de “Dilma do Piauí”.

A ignorância de Dr Pessoa nada tem a ver com o fato dele ser simples. Isso chega até a ser preconceituoso com as pessoas mais simples ao compará-las com alguém que necessariamente é ignorante. Dr Pessoa é simples, mas seus erros não podem ser ignorados e nem deixados de lado como se fossem qualidades. Não são.

Dr Pessoa se aliou com os piores políticos do Piauí para tentar ser eleito: o governador Wellington Dias e o eterno presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho. Suas alianças podres mostram que suas intenções não são muito boas em relação a Teresina.

Os marketeiros por trás da campanha de Dr Pessoa já deram a ordem: ELE É PROIBIDO DE DAR ENTREVISTAS, DE FALAR COM A IMPRENSA OU DE FALAR COM QUALQUER PESSOA SEM AUTORIZAÇÃO E CONTROLE PRÉVIOS. O motivo? Na última entrevista que concedeu, Dr Pessoa se atrapalhou diversas vezes, chegando a dizer que Teresina tinha 3 milhões de habitantes. Após isso, ele não fala mais com ninguém.

Seus eleitores se sensibilizam por ele aparentar humildade e honestidade, por ser um senhorzinho simpático, mas esquecem do mais importante: ele possui qualidades suficientes para ser prefeito?

Que tipo de candidato, por mais honesto que possa ser, não consegue dar uma entrevista sem falar uma bobagem? Honestidade não é a única qualidade que um gestor precisa ter. Sem saber administrar, delegar tarefas, liderar, convencer, persuadir, negociar, como Dr Pessoa pretende gerenciar uma capital de 850 mil habitantes? Como ele saberá tomar as melhores decisões, como criará estratégias para resolver os problemas de Teresina, como planejará o crescimento da cidade? É possível com ideias tão confusas e incertas e uma mente tão distante da realidade?

É muito improvável !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *