Daniel Oliveira defende soltar mais criminosos e acha que temos excesso de presos

O Secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, é uma figura cômica. Em sua gestão, o Piauí foi para uma grave crise prisional, a criminalidade subiu a níveis absurdos e ele, acuado em seu cargo e sem saber o que fazer, impôs várias regras para audiências em seu escritório, inclusive a proibição da pessoa estar com aparelho celular. Para resolver a crise prisional, Daniel Oliveira foi enfático: “Prisão deve ser a última solução”.

Com uma filosofia de soltura de bandidos, ele trabalha junto com o Secretário de Segurança, Fábio Abreu, para diminuir a criminalidade no Estado.

Em entrevista coletiva, ele declarou:  “É preciso reverter essa tendência ao encarceramento. Crimes de menor potencial podem ser resolvidos com outras penalidades que não seja a prisão”.

Teresina foi considerada, recentemente, a 48ª capital mais perigosa do mundo. Para o criminoso comum, que rouba um celular, mas não mata (um crime de menor potencial), não existe notícia melhor do que saber que vai ter como pena uma cesta básica ou fazer uns cursos de sociabilidade.

Daniel Oliveira é pego em sua incompetência, mas critica quem o denunciou

O Secretário de Justiça foi interpelado pela TV Clube por conta de imagens realizadas dentro dos presídios revelando a já conhecida crise penitenciária. Ao invés de justificar a qualidade do seu trabalho, que levou a crise sem precedentes, ele criticou os agentes que filmaram e a imprensa que denunciou. Daniel Oliveira é como o marido que vê uma filmagem de sua mulher lhe traindo e anuncia: “Essa filmagem é ilegal!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *