A irrelevante reforma administrativa de Dr Pessoa

Durante a campanha, Dr Pessoa prometeu realizar uma ampla reforma administrativa que iria enxugar a máquina pública. Um pouco mais de um mês depois, a proposta foi levada para votação na Câmara. O resultado é uma economia de irrelevantes R$ 29.802,54.

A proposta, que se resume em alterar algumas secretarias por coordenadorias e diminuir o número de servidores, terá um impacto nulo na administração.

Vale lembrar que algumas promessas de campanha, como a criação da Secretaria de Segurança Pública, por exemplo, foram alteradas. No lugar, uma inchada Coordenadora Municipal de Segurança Social e Patrimonial.

Em resumo, a reforma administrativa apenas mudará nomes de secretarias e alterará algumas organizações do município, sem gerar nenhum aumento na eficiência da máquina pública.

Alguns parlamentares que conversaram com a página afirmaram estar decepcionados com a proposta da Prefeitura – que deve ser, entretanto, aprovada com facilidade pelos vereadores.

Clique aqui e faça o download do documento